Envie para um amigo

A despoluição dos rios ao redor do mundo

Crescimento desordenado, falta de tratamento de esgoto, aumento da população na área urbana e indústrias sem preocupação com o meio ambiente, foram os maiores contribuintes para a degradação dos rios. De acordo com a Comissão Mundial de Águas, entre os 500 maiores rios do mundo, mais da metade enfrenta graves problemas de poluição. A escassez de água potável proveniente de seu mau uso e da ação do homem motivou a ONU a criar o Dia Mundial da Água, a fim de advertir sobre sua preservação e a importância de um uso racional.

Quando pensamos em um rio poluído, certamente um dos primeiros exemplos que vem à mente é o rio Tietê, um dos rios mais poluídos do planeta. Ele nasce na Serra do Mar e percorre mais de 1km até o rio Paraná. Antigamente era muito importante como meio de transporte, para o desenvolvimento da cultura do café e como turismo, mas com o crescimento da cidade de São Paulo, em 1930 , o rio Tietê passou a servir de vazão para esgoto industrial e urbano. Quando o rio passa pela região metropolitana, ele recebe quase 400 toneladas de esgoto por dia. Ligações clandestinas e esgoto doméstico são os maiores causadores da poluição desse rio.

Considerado morto biologicamente, nele só sobrevivem organismos que não necessitam de oxigênio como fungos e bactérias. A Sabesp iniciou em 1992 um projeto com o objetivo de coletar e tratar os esgotos de 18 milhões de pessoas visando melhorar a qualidade da água do rio. O projeto está em sua terceira etapa e ainda não foi vista uma mudança significativa em suas águas.

Histórias de rios degradados não fazem parte somente do Brasil, alguns rios que já foram muito poluídos, hoje possuem vida e oxigênio. Separamos alguns exemplos:

Rio Tâmisa

O rio pertencente à Inglaterra  ficou conhecido como o ‘’Grande Fedor”. Além do mau cheiro, mortes e doenças como cólera foram causadas pela poluição do Rio Tâmisa entre as décadas de 1850 a 1860. A medida tomada pelo governo inglês  demorou quase 150 anos de investimentos e despoluição das águas. Na década de 1970 o resultado começou a aparecer. A prova disso foi o aparecimento do salmão, um peixe sensível à poluição.

 

Rio Reno

O rio com mais de 1,3 km de extensão que banha vários países europeus, recebia diariamente dejetos de zonas industriais, onde se localizavam empresas químicas de grande porte. Um acidente com uma empresa Suíça contaminou o rio com 20 toneladas de substâncias altamente tóxicas. A partir deste fato os governos dos países banhados pelo rio Reno investiram em sua recuperação, construindo estações de tratamento da água e monitoramento do rio.

Atualmente, 95% dos esgotos das empresas são tratados, além de existirem 63 espécies de peixes vivendo no rio.

Rio Sena

O rio que banha Paris foi degradado pela poluição industrial e esgoto doméstico. O processo de despoluição foi iniciado em 1996, com a construção de estações de tratamento de esgoto. A meta é que até 2015 o Rio Sena esteja totalmente limpo. Hoje é possível ver mais de 30 espécies de peixes no rio, que abriga atividades de lazer e é um ponto turístico da cidade.

 

FONTE:

http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-e-possivel-recuperar-um-rio-poluido

http://noticias.terra.com.br/ciencia/top-5-despoluicao-de-rios,2a941d40b8d6d310VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html

Deixe um comentário