Envie para um amigo

De onde vem a água de nossas torneiras?

É muito fácil nós abrirmos as torneiras e nos depararmos com água potável, prontinha para o consumo. Mas até chegar em nossas casas, ela percorre um grande caminho. Muitas vezes é captada em rios que ficam bem distantes dos centros urbanos e além de todo o percurso que fazem, ainda tem que passar por uma estação de tratamento, para assegurar que a água chegue em nossas casas limpinha, cristalina, sem a presença de nenhum odor, vírus ou bactérias. Na cidade de São Paulo, por exemplo, a água é captada em uma represa quase na divisa com Minas Gerais, e percorre um trajeto de 100km, onde quase a metade corresponde a túneis e tubulações, até chegar a estação de tratamento.

No tratamento da água convencional, a água primeiramente passa por uma grade que retém materiais como galhos, pedras, etc. Após esta etapa, é feita a adição de cloro, para facilitar a retirada de matéria orgânica e metais do líquido e então é adicionado cal ou soda, para ajustar o pH para facilitar as fases seguintes do tratamento: a coagulação e floculação.

Na coagulação adiciona-se à água sulfato de alumínio, cloreto férrico ou algum outro coagulante, seguido de uma agitação violenta. Este processo provoca uma desestabilização das partículas de sujeira presentes na água. Na floculação ocorre uma mistura lenta da água que faz com que as partículas de sujeira se aglutinem em flocos, para facilitar sua remoção.

A água com os flocos de sujeira passa então por um tanque de decantação, onde eles são separados da água por gravidade. Logo depois, a água atravessa filtro com leitos de pedras, areia e carvão antracito, responsáveis por reter a sujeira que restou da fase de decantação para fazer a correção final do pH da água e evitar problemas de corrosão ou incrustação das tubulações.

Finalmente é feita uma última adição de cloro na água antes de sua saída da estação de tratamento para garantir que a água fornecida fique isenta de bactérias e vírus e também é adicionado flúor para a prevenção de cáries. E só então a água está pronta para ir para as redes de distribuição até ser conduzida até nossas casas.

Clique na imagem abaixo para ver a animação de como é feito o tratamento pela Sabesp, companhia responsável pelo tratamento de água e esgoto do estado de São Paulo.

Deixe um comentário